O dia amanheceu chuvoso e cinzento

O dia amanheceu chuvoso e cinzento porque você foi embora e eu precisei partir na sua ausência. Deixo seu apartamento desejando ser uma pequena flor no seu jardim. Quisera eu poder me abrir para você mais uma noite sabendo que não será a última. Quisera eu ser regada e acarinhada por você repetidas vezes, ao longo dos dias por quantos dias me quiser.

Deixo a cidade levando um pedaço seu. Deixo na cidade uma parte de mim.

Como as águas que descem uma cordilheira, percorro cada canto do seu corpo. Eu me entrego a cada sorriso, a cada olhar, a cada toque que me oferece e me permito viver. Fecho os olhos em desespero, numa tentativa pueril de parar o tempo.

Seria eu capaz de parar o tempo?

Lembro de versos do Cartola que gostaria de ter soprado em seus ouvidos. Hoje não conseguiria cantá-los. Hoje quero o silêncio. Olho para a janela, ouço nossas risadas enquanto mergulhamos entre as nuvens e sobre elas ensaiamos alguns passos de dança. Enxugo essas lágrimas bobas que me escapam e tento acreditar que sigo por aí. Sorrio. Estamos tão alegres e bonitos de se ver assim, dançando entre as nuvens…

~ por Maíra em janeiro 25, 2010.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: