toneladas de solidão

D. Ega - Guarajá, Amazonas

Maria é dona de uma venda no município de Guajará, extremo sul do Amazonas, divisa com o Acre. Lugar pobre, sem opção de trabalho nem lazer. “Aqui só tem pé inchado”, repetia. D. Ega, como é conhecida, vive só. Sua casa fica aos fundos da vendola e é comum que homens embriagados venham de madrugada esmurrar sua porta em busca de cachaça. Não dá mole, o bar está fechado e ponto.

D. Ega é daquelas pessoas que carregam toneladas de solidão. Não gosta da vida que tem, seu sonho é receber das filhas uma passagem para visitá-las em Manaus, onde moram. Uma passagem só de ida. De homens não quer mais saber: “tive dois maridos, vivia apanhando”.

~ por Maíra em julho 24, 2010.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: